Dicas para criar galinhas poedeiras soltas

A atividade de criar galinhas poedeiras vem evoluindo bastante ano a ano e os sistemas de gaiolas perdem espaço. A criação de aves soltas é a melhor alternativa ao modelo tradicional, especialmente se consideradas as novas exigências do mercado, que cada vez mais valoriza a preocupação com bem-estar-animal

O Brasil já alcançou a marca de 49 bilhões de ovos produzidos, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). A grande maioria deles ainda é produzido em sistemas de confinamento em gaiolas e há muitas dúvidas sobre como criar galinhas poedeiras soltas. Mas a verdade é que essa forma de criação, que prioriza o bem-estar, é mais simples do que a maioria imagina. 

A criação de galinhas poedeiras soltas é chamada de cage-free (do inglês, “livre de gaiola”). Esse sistema dispensa qualquer tipo de confinamento em gaiolas. No modelo cage-free, as aves dispõem de alojamento (galpões com acesso a ninhos e poleiros) onde podem circular livremente e expressar seu comportamento natural

 

Boas práticas para criar galinhas poedeiras soltas   

Preocupar-se com bem-estar animal significa ir além de aposentar as gaiolas. Para criar galinhas poedeiras soltas é importante pensar em vários fatores, como nutrição, gestão e manejo.

Para começar, é importante que as granjas tenham boa ventilação e boa luz. E para garantir a temperatura ideal, é importante que a instalação conte com equipamentos como ventiladores ou exaustores, quando a região passar por períodos de calor excessivo.

A partir da 4ª semana de idade, as aves devem ter acesso a poleiros com espaço mínimo de 7,5 cm/ave. O aparo de bico, quando feito, precisa ser realizado até os 10 dias de idade.

Além disso, as galinhas poedeiras devem ter uma dieta balanceada, adequada à idade e ração livre de ingredientes provenientes de mamíferos ou aves e de antibióticos preventivos ou promotores de crescimento, incluindo coccidiostáticos (a vacina é permitida).

Ainda sobre alimentação, é importante que haja quantidade de comedouros e bebedouros suficientes para não haver disputa entre as aves durante as refeições. 

Para a gestão da criação de galinhas poedeiras soltas, todos os envolvidos no manejo devem passar por treinamento para que tenham conhecimento das boas práticas e da forma de lidar com os animais, que deve acontecer sem gerar estresse e medo.

A presença de ninhos e poleiros em número suficiente é fundamental para que as aves possam expressar o seu comportamento natural. É necessário pelo menos 1 ninho individual para cada 5 aves, ou 0,8 m2 de ninhos comunitários para cada 100 aves.  Para aves em postura, a granja deve prover 15 cm de espaço de poleiros para cada ave. O banho de poeira é um comportamento muito apreciado pelas aves, por isso a presença de cama limpa e seca no piso dos galpões é fundamental.

É importante também que as aves sejam monitoradas duas vezes ao dia para conferência das condições de temperatura, umidade e velocidade do vento.

 

4 dicas para criar galinhas poedeiras soltas

Muitas grandes empresas como McDonald’s, Burger King e Giraffas já anunciaram que a partir de 2025 usarão somente ovos provenientes  de granjas que utilizam o sistema cage-free. Essa é a tendência do mercado. Se você é produtor e pretende fazer a transição para esse modelo ou se já cria dessa forma e quer ter mais segurança para suas galinhas poedeiras, confira essas dicas: 

1. Priorize a higiene

  • A higienização começa na porta de entrada da granja: é essencial ter controle dos veículos e das pessoas que acessam a propriedade;
  • É preciso também fornecer as vestimentas adequadas para visitantes e colaboradores;
  • As instalações onde os animais vivem devem ser limpas periodicamente.

2. Ajuste a estrutura

  • Para uma granja adaptada para galinhas poedeiras soltas não há necessidade de grandes investimentos: boa parte da estrutura pode ser feita com materiais baratos como palha e madeira. 
  • O piso deve ser coberto com substrato de boa qualidade para maior conforto dos animais. Deve-se também evitar nas instalações a presença de estruturas e equipamentos em que os animais possam se esconder ou adentrar sem conseguir sair, se enroscar ou se ferir. 

3. Invista em segurança

  • As instalações devem ser construídas isoladamente da área que esteja acessível a outros animais, inclusive os domésticos. 
  • Se for utilizada arborização para aves com acesso ao exterior, recomenda-se a escolha de espécies não frutíferas e que sejam mantidas podadas para evitar seu uso por aves silvestres.

4. Tenha um plano emergencial

É importante que qualquer granja tenha plano emergencial para situações adversas, além de equipamentos para esses cenários, como um gerador próprio ou alugado para que problemas como queda de energia elétrica não interrompam o fornecimento diário de ração e água. Em tempos de pandemia, esse plano é ainda mais importante. 

Para saber mais sobre como criar galinhas poedeiras soltas, confira também nosso material gratuito: Guia Digital de Galinhas Poedeiras

Faça seu comentário

2021-03-10T15:20:54-03:0010/03/21|Galinhas Poedeiras|

Comente