Criação de galinhas poedeiras: conheça as exigências para recria e manejo das aves

Oriundas da preocupação crescente que a sociedade apresenta com relação à saúde, à qualidade dos alimentos e à forma com que os animais de criação são tratados, as novas exigências do mercado não deixam dúvidas: promover bem-estar na criação de galinhas poedeiras beneficia animais, produtores e consumidores.

Evidências não faltam: avaliado em quase US$ 5 bilhões no ano de 2019, o mercado mundial de ovos de galinhas livres de gaiolas deve chegar ao valor de US$ 6.28 bilhões até 2025.

No entanto, assim como ocorre em todo tipo de criação animal, o bem-estar das galinhas poedeiras só é realmente assegurado quando as exigências específicas da espécie são fielmente atendidas pelo criador – uma tarefa que é facilitada se foram seguidos os referenciais técnicos do programa Certified Humane para galinhas poedeiras.

Seguindo um padrão

Ainda que possam soar complicadas para quem não as conhece, as exigências do programa Certified Humane para a criação de galinhas poedeiras são claras, objetivas e podem ser efetuadas por qualquer tipo de propriedade. A finalidade das normas é oferecer aos criadores um padrão de criação humanizada a ser seguidoum padrão que melhora a vida dos animais.

Os criadores e as empresas que cumprem todas as normas do programa e propiciam bem-estar às aves livres de gaiolas conquistam o direito de ostentar em seus produtos o selo Certified Humane de bem-estar animal. Um selo que é garantia de alta qualidade no produto e que transmite credibilidade para o mercado e para os consumidores.

Antes, porém, é preciso cumprir cada uma das exigências do programa Certified Humane – exigências que têm como base os padrões estabelecidos pela Humane Farm Animal Care (HFAC). São normas criadas para atender as necessidades que as aves possuem em cada fase de suas vidas, inclusive na fase da recria, e promover um manejo adequado.

Exigências para recria

A recria corresponde à segunda fase da criação de aves, período entre as 7 e as 17 semanas de vida do animal. Ainda que as exigências do programa Certified Humane sejam aplicáveis a todas as etapas da vida das aves, foram criadas algumas normas específicas para a fase de recria – conheça abaixo as principais:

  • A criação das aves deve ser livre de gaiolas em toda a fase de recria;
  • Os animais devem ter acesso a poleiros a partir da quarta semana de idade, com espaço mínimo de 7,5 cm por ave;
  • O aparo de bico, quando feito, precisa ser realizado até os 10 dias de idade;
  • A densidade máxima para frangas de reposição é determinada de acordo com a idade e o peso das aves.

Exigências para o ambiente

O ambiente que abriga a criação de galinhas poedeiras também precisa atender as exigências listadas no programa Certified Humane – confira abaixo:

  • Os alojamentos devem ser bem conservados e livres de saliências ou protuberâncias que possam ferir as aves;
  • As instalações elétricas precisam estar bem isoladas e protegidas, enquanto a área externa adjacente deve ser mantida limpa e organizada;
  • Pelo menos 15% da área de piso deve ser coberta por substrato de boa qualidade, sempre seco e não compactado;
  • O mínimo é de 6 horas contínuas de escuridão e 8 horas contínuas de luz, sendo a luz artificial desligada de maneira gradual ou em etapas;
  • Ventilação, temperatura e concentração de amônia necessitam estar controladas.

Quer saber mais sobre a criação humanizada de aves? Baixe já o Guia digital para criação de Galinhas Poedeiras!

Faça seu comentário

2021-07-21T11:40:56-03:0021/07/21|Galinhas Poedeiras|

Comente