Criação de bovinos leiteiros: conheça dicas práticas para nutrição e alojamento

Assim como ocorre com outras espécies, a criação de bovinos leiteiros requer o cumprimento de exigências específicas por parte dos produtores. É somente ao atender as necessidades particulares destes animais que o bem-estar dos bovinos pode ser assegurado – com reflexos altamente positivos para a imagem da marca e a qualidade do produto final.

Criada a partir de pesquisas científicas, recomendações veterinárias e a experiência dos próprios produtores, a norma do Instituto Certified Humane para a criação de bovinos leiteiros apresenta os referenciais específicos da espécie. Ao cumprí-las, o produtor conquista o direito de exibir o selo Certified Humane nos rótulos de seus produtos, no marketing e mídias de sua empresa.

A nutrição apropriada e o ambiente onde o gado deve ser criado são descritos em capítulos específicos na norma do Certified Humane: existem, inclusive, exigências específicas para que bezerros e touros possam se alimentar, se exercitar e descansar sem serem prejudicados.

Siga conosco e conheça algumas dicas práticas para nutrição e ambiência de bovinos leiteiros!

Nutrição dos bovinos leiteiros

Os bovinos devem ter acesso a uma dieta que seja, ao mesmo tempo, saudável e adequada à idade e à fase produtiva – sempre na quantidade necessária para alimentar todos os animais da criação. Também há uma série de alimentos e produtos veterinários que são terminantemente proibidos na dieta dos bovinos leiteiros

Confira algumas dicas práticas:

  • É proibido fornecer alimentos contendo proteínas derivadas de mamíferos ou aves, exceto leite e derivados; 
  • O hormônio somatotropina bovina recombinante (rBST) não deve ser utilizado para estimular a produtividade;
  • Os bovinos nunca devem ser alimentados com antibióticos ou ionóforos usados como  coccidiostáticos e outras substâncias para promover o desempenho , a eficiência alimentar ou a produção do leite;
  • Antibióticos para o tratamento de doenças só devem ser ministrados sob orientação de um veterinário;
  • Bovinos adultos e bezerros com mais de 30 dias devem ser alimentados com alimentos contendo fibras que estimulem e permitam a ruminação
  • As vacas leiteiras devem se alimentar principalmente por meio da pastagem e forragens de qualidade e em quantidade suficiente para atender suas demandas nutricionais;
  • O comedouro deve ser mantido limpo, com fácil acesso e ter espaço suficiente para que todos os animais se alimentem ao mesmo tempo;
  • Todo o rebanho deve ter acesso livre a uma fonte de água potável e fresca todos os dias e a fazenda deve garantir o fornecimento de água em casos emergenciais como secas por exemplo;
  • A norma exige que todos os animais tenham escore de condição corporal de ao menos 2 – nela, há uma tabela que apresenta as características de cada escore.

Exigências de nutrição para bezerros

A nutrição dos bezerros deve obedecer algumas exigências específicas para garantir um desenvolvimento saudável para eles – veja algumas dicas abaixo:

  • Os bezerros precisam ter água limpa e fresca sempre à disposição, desde a primeira semana de vida;
  • Quando recém-nascidos, os bezerros devem receber de 2 a 4 litros de colostro da mãe, de outra vaca com cria recente ou colostro congelado – o que deve ser feito ainda nas primeiras 6 horas de vida;
  • O bezerro não deve ser desmamado antes das 5 semanas de vida e o processo deve ser feito de maneira gradual, diluindo o leite em água;
  • Após os 30 dias de vida, o bezerro deve receber diariamente uma fonte de alimento ou forragem contendo fibras digestivas.

Ambiente adequado para o gado

O ambiente de criação deve manter o gado livre de desconforto físico, térmico ou emocional e permitir que os animais apresentem seu comportamento natural. Eles precisam ter total liberdade de movimentos para se deitar, levantar, virar, se lamber e esticar seus membros – manter os animais amarrados é absolutamente proibido.

Conheça algumas dicas:

  • A fazenda deve manter um registro com informações referentes à área total do piso, o número de baias ou estábulos ou tamanho da área de repouso e a lotação máxima de bovinos de acordo com idade, peso e disponibilidade de bebedouros e comedouros;
  • O piso deve ser antiderrapante e nada no ambiente deve causar ferimentos recorrentes nos bovinos;
  • A altura do galpão deve permitir a manifestação normal do comportamento de cio e os corredores devem permitir que os animais passem livremente – inclusive sem risco de danos a seus cascos;
  • Se os animais forem mantidos soltos em piquetes ou galpões parcialmente cobertos,  devem ter à disposição abrigo contra o vento e uma área seca, bem drenada com espaço suficiente e confortável para descansar. As estruturas de sombra, naturais ou artificiais, devem ser projetadas para abrigar todos os animais simultaneamente;
  • No alojamento dos bovinos soltos deve estar disponível uma área de 5,6 m2 por vaca adulta e todas devem poder se deitar ao mesmo tempo;
  • A cama deve ter um mínimo de 7,5cm de profundidade – pode ser usado substrato ou tapete emborrachado apropriado com um mínimo de 2,54cm de espessura para absorver a umidade;
  • A concentração da amônia no ar deve ser de no máximo, não podendo exceder 25 ppm em casos extremos.
  • A ventilação deve permitir que se mantenha uma umidade relativa inferior a 80%. A iluminação deve permitir que o gado seja inspecionado a qualquer momento.
  • Para o ambiente do parto, a orientação é que seja limpo, seco ou bem drenado e com acesso à água. A sala de ordenha precisa ser extremamente limpa para reduzir riscos de infecção; equipamentos de ordenha devem ser regularmente avaliados e bem conservados.

Ambientes adequados para touros e bezerros

Confira ainda algumas exigências específicas de ambientes para touros e bezerros:

  • Os touros devem ter uma área de acomodação individual de pelo menos 14m2 de espaço. Para cada touro de porte grande, a área de repouso deve ser de 1m2 para cada 60kg de peso vivo. Os animais devem ter uma área de exercício de pelo menos 28 m2 à disposição;
  • Após o desmame, os bezerros devem ser alojados em grupos de idade e tamanho semelhantes e terem acesso a uma área externa;
  • Os bezerros precisam de uma área de descanso em uma construção sólida (não ripada), com cama limpa e seca, e com angulação que permita a drenagem do piso. O alojamento pode ser em baias individuais até as 8 semanas de idade, de tamanho apropriado para idade, porte e raça dos animais.

→ Acesse agora mesmo o e-book “O bem-estar dos bovinos leiteiros na prática”!

Faça seu comentário

2021-09-16T11:15:40-03:0016/09/21|Bovinos de Leite|

Comente