As empresas e os criadores só saem ganhando na criação com respeito aos animais. O tratamento humanizado e a criação mais responsável geram bem-estar e um clima favorável nos sítios e fazendas.

O respeito aos animais deve ser levado como um  dever pelos criadores, que podem perceber ganhos na produtividade. Animais menos estressados trazem ganhos de qualidade às produções. Neste post, nós elencamos as vantagens de um manejo feito com respeito aos animais. Veja a seguir:

Eficiência: a criação com respeito aos animais, conforto e bem-estar só tem efeitos positivos. Os animais adoecem menos e ganham peso mais rápido, diminuindo os custos e ampliando as receitas. Um exemplo prático – você produz mais e melhor sob condições favoráveis, não é? Temperatura confortável, água e alimentação suficientes lhe dão a energia necessária para uma produção adequada. O manejo com respeito aos animais é infinitamente melhor do que se estivessem passando fome, sede ou aperto.  

Qualidade: o respeito aos animais na criação, no embarque e no seu transporte dão origem a alimentos como carne, leite e ovos com um padrão de qualidade mais elevado. No caso de bovinos e suínos, por exemplo, passar por estresse logo antes do abate pode trazer danos às proteínas. Assim, é dever dos produtores garantir que os animais percorram o caminho até o frigorífico com mais tranquilidade.

Participação de mercado: os consumidores estão mais dispostos a optar por produtos gerados com respeito aos animais. EPesquisa revela preocupação com a forma que os animais são tratados e se existe respeito aos animais. até a pagar mais por isso. Eles se preocupam muito com o tratamento dado aos animais, segundo diversos estudos. Desta forma, em um mundo interconectado, não dar o devido respeito aos animais pode ser algo fatal para uma empresa.

Acesso a mercados: uma criação mais humanizada está sendo imposta aos fornecedores pelos grandes compradores de carne, leite e ovos – marcas famosas já anunciaram seu compromisso com o bem-estar animal. O respeito aos animais é exigência de gigantes como Bob’s, Pizza Hut e Burger King, que só usarão ovos de galinhas poedeiras livres de gaiolas a partir de 2025. Assim, o cuidado adequado das criações é cada vez mais uma exigência para criadores e empresas que querem disputar o mercado internacional.

Faça seu comentário