O bem-estar animal e a percepção do cidadão da América do Sul é foco de pesquisa desenvolvida pela Universidade Autônoma Metropolitana, da Cidade do México.

O professor Dr. Genaro C. Miranda-de la Lama e a pesquisadora independente Dra. Giuliana Miguel Pacheco disponibilizaram um questionário online e convidam voluntários a apresentar suas ideias e comportamento com relação ao bem-estar animal para animais de granja. Após a conclusão, os resultados ficarão disponíveis aos respondentes interessados.

O interesse da população a respeito do bem-estar animal é assunto recorrente. Em pesquisa recente publicada no Journal of Agricultural and Environmental Ethics. O bem-estar animal na criação de gado e o comportamento do consumidor foi tema de artigo publicado por cientistas chilenos e da França. A pesquisa demonstra que nos principais países consumidores de produtos provenientes da criação de gado na América-latina – Brasil, Chile e México -, o bem-estar animal está diretamente relacionado ao interesse de compra desses alimentos. Apesar da principal preocupação do cidadão ser com a qualidade do produto, esse quesito demonstra-se, na visão dos participantes da pesquisa, diretamente relacionado com a forma com a qual o bovino é tratado.

Gado: bem-estar animal de produção

A pesquisa “Farm Animal Welfare Influences on Markets and Consumer Attitudes in Latin America: The Cases of Mexico, Chile and Brazil” (Influências do bem-estar de animais de produção e atitudes de consumo na América-latina: os casos do México, Chile e Brasil; em tradução livre) constatou que há necessidade dos produtores indicarem por meio de certificações o sistema adotado na criação de gado. Os consumidores latino-americanos tornam-se mais exigentes quanto ao bem-estar animal: no México, 68% dos respondentes afirmam que pagariam a mais por um produto certificado.

O artigo, elaborado por pesquisadores da Universidade Católica do Chile, ressalta que mesmo com alguns supermercados adotando políticas de garantia de procedência dos produtos, o consumidor acredita que uma certificação adequada é necessária. O selo de bem-estar animal atribuído pela Certified Humane na criação de gado e outras espécies é um elemento de credibilidade agregado às mercadorias. É, sobretudo, a única forma de o consumidor constatar que o que está à sua mesa foi produzido, de fato, segundo as regras de bem-estar animal. De acordo com a maioria dos entrevistados da pesquisa, uma certificação é mais importante do que o valor cobrado no produto. O bem estar-animal estampado deixa o consumidor feliz, é o que conclui.

Faça seu comentário