Uma das principais empresas gastronômicas do Chile acaba de dar um passo importante para reduzir os sofrimentos das galinhas. O grupo Melting Cook controla oito restaurantes na capital, Santiago, e decidiu eliminar do seu cardápio ovos de galinhas poedeiras submetidas a confinamento.

melting cook bem-estar animalDaqui em diante, apenas ovos de galinhas livres de gaiolas (ou cage free, como são chamadas) poderão ser usados como ingredientes nos alimentos servidos pelas casas do grupo. Para levar essa iniciativa adiante, os sócios do Melting Cook tiveram de encontrar um fornecedor confiável. Trata-se da Ecoterra, granja chilena que produz ovos de galinhas poedeiras certificados pelo selo de bem-estar animal Certified Humane. Lembra das vezes em que dissemos, aqui neste blog, que investir na qualidade de vida dos animais ajuda a encontrar boas oportunidades de negócio? Aí está uma prova concreta disso.

Bem-estar animal é uma questão de responsabilidade social das empresas

Um dos objetivos da medida é adequar a produção dos alimentos nos restaurantes do grupo às boas práticas de responsabilidade social. “O bem-estar animal é um tema prioritário na área de responsabilidade social corporativa em nível global, e nos orgulhamos em liderar essa importante iniciativa no Chile”, disse Jerome Reynes, presidente do Melting Cook ao anunciar a decisão da empresa. “Confinar galinhas poedeiras em gaiolas não é uma prática sustentável e buscar fornecedores de ovos de galinhas não confinadas  reflete nossos valores como empresa socialmente responsável.” A empresa começará a usar ovos de galinhas livres de gaiolas no dia 1o de dezembro deste ano. A expectativa é que uma transição seja concluída até 2020, quando a utilização de ovos de poedeiras confinadas deverá ter sido completamente eliminada de todos os produtos fornecidos pelos restaurantes do grupo.

ecoterra galinhas poedeiras livresTrata-se de uma excelente notícia para o bem-estar das galinhas poedeiras. Hoje em dia muitas delas são criadas em gaiolas apertadas e superpovoadas, nas quais vivem até mais de dez aves. Nesse ambiente insalubre, elas não têm espaço para abrir as asas e se movimentar, levando ao estresse e a agressões entre as galinhas. Resultado: brigas, agressões, ferimentos e, muitas vezes, a morte.

A Ecoterra, que passará a ser um fornecedor exclusivo de ovos para o grupo Melting Cook, foi criada em 2011 pelo chileno Pablo Andres Albarrán Lama. Ele estudou agronomia na Universidade de British Columbia, em Vancouver, no Canadá – seu trabalho para concluir a licenciatura foi sobre os sistemas de criação ao ar livre. Com o diploma, ele voltou para o Chile, onde começou a pôr em prática a ideia de produzir ovos em harmonia com o meio ambiente e com o bem-estar animal.

Um aspecto interessante sobre a notícia: restaurantes como os do grupo Melting Cook também podem obter o selo de bem-estar animal Certified Humane. Uma das vantagens: assegurar aos consumidores de que o discurso em favor da qualidade de vida das poedeiras é efetivamente posto em prática. Essa garantia vem do trabalho de auditoria realizado pelos inspetores do Instituto Certified Humane, que fazem uma avaliação independente das boas práticas de cada empresa.

Faça seu comentário