Nosso Começo

Bilhões de animais criados anualmente para fins alimentares no planeta são submetidos a um tratamento desumano.

Essas “fazendas industriais” utilizam sistemas de produção e tecnologias que se assemelham a uma linha de montagem. Para alcançar o lucro, os animais são comprimidos no menor espaço possível e são empregadas técnicas que maximizam suas taxas de crescimento. Esse sistema industrial causa problemas às pessoas envolvidas com a produção, ao meio ambiente, aos consumidores e evidentemente aos animais.

Alguns efeitos dessas práticas desumanas a que os animais são submetidos:

  • O uso abusivo de antibióticos em animais faz com que surjam bactérias super-resistentes. O Institute of Medicine at the National Academy of Sciences estimou que nos Estados Unidos o custo do tratamento de infecções resistentes a antibióticos chega a US$ 30 bilhões a cada ano.
  • O serviço norte-americano de proteção ambiental responsabiliza as atuais práticas agrícolas por 70% da poluição dos rios do país. Fonte: Global Resources Action Center for the Environment (GRACE).

Nossa solução

Adele Douglas

Em 1998, Adele Douglass, atual Diretora Executiva da Humane Farm Animal Care e idealizadora do programa Certified Humane Raised and Handled®, percebeu que a forma mais rápida de ajudar os animais é conscientizando os consumidores, por meio de uma solução de mercado.

Sendo uma negociadora experiente e tendo trabalhado como assessora do Congresso americano, Douglass conhecia bem as limitações do processo legislativo. Ela percebeu imediatamente como um programa de certificação e rotulagem, que seria acessível a todos os produtores, poderia permitir que os consumidores votassem – por meio de suas compras – por práticas mais humanas na produção animal. Desde então ela vem trabalhando para que essa visão se torne uma realidade.

Chegando ao Brasil

Dez anos depois, em 2008, o programa Certified Humane chega ao Brasil através de uma parceria estabelecida com a certificadora Ecocert Brasil, líder na certificação de produtos orgânicos. O primeiro cliente latino-americano foi a Korin Agropecuária, de Ipeúna/SP, que desde 2009 vem expandindo fortemente a sua produção, com a certificação de frangos e galinhas poedeiras. Com o passar dos anos novos clientes ingressaram no programa, e outros países da região passaram a adotar os referenciais de bem-estar animal. Em meados de 2016 foi criado o Instituto Certified Humane Brasil, entidade sem fins lucrativos, com o objetivo de representar a Humane Farm Animal Care na América do Sul e concentrar os esforços no desenvolvimento do programa Certified Humane na região. Já em setembro de 2017, a Certified Humane inova e se torna pioneira no Brasil a certificar ovos caipiras de acordo com as normas da ABNT.  

Agora precisamos de sua ajuda!

A HFAC é uma organização sem fins lucrativos mantida pela contribuição dos produtores certificados e pelas suas doações. Na América do Sul a HFAC é representada pelo Instituto Certified Humane Brasil, organização sem fins lucrativos que gerencia o programa de certificação de bem-estar animal para produtores e empresas na região.

Faça sua doação!