O número de galinhas poedeiras no Brasil em 2017 teve um aumento de mais de 11% em relação ao anterior. É o que aponta a mais recente pesquisa do IBGE sobre a produção da pecuária brasileira.

A soma nacional de galinhas poedeiras é de quase 243 milhões de animais, sendo que a maior concentração está na região Sudeste, seguida da região Sul.

Nunca se comeu tanto ovo  

Mais galinhas poedeiras, mais ovo para o consumidor. A alta no consumo da proteína atingiu a quantidade de 192 unidades por brasileiro a cada ano, segundo a ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal. O índice é o maior já registrado na história do setor. Não é difícil de entender o motivo – o ovo é um produto barato, nutritivo e fácil de se preparar.

Entretanto, a criação das galinhas poedeiras com o uso de gaiolas ainda reina nos sítios e fazendas. É aí que queremos chegar. A criação convencional causa estresse, dor e sofrimento. Os animais merecem ter uma vida que valha a pena. Torturá-los é algo abominável. E o bem-estar animal é a solução – as regras pregam o manejo humanizado, do nascimento ao abate. Essa é a melhor opção. Nós vamos te dizer o porquê.

O consumidor mudou o seu perfil diante da criação dos animais. Essas mudanças já estão fazendo efeito. Em 2017, 17 empresas brasileiras colocaram o bem-estar animal como prioridade, conforme o ranking Business Benchmark on Farm Animal Welfare (BBFAW). Mas ainda há muito para evoluir.

NÃO às gaiolas para as galinhas poedeiras

São os consumidores que ditam o rumo do mercado. Quem tem o bem-estar animal como prioridade na hora de comprar ovo lá no supermercado quer saber como as galinhas poedeiras foram tratadas. Só o produtor que estiver atento a esse novo perfil de consumidor é que vai sair na conquista de novos negócios. Além disso, ele precisa ficar de olho nos posicionamentos das grandes empresas, que estão assumindo compromissos com o bem-estar animal.

Diante deste contexto, o sistema cage-free – que prevê a criação de galinhas poedeiras livres de gaiolas é uma tendência queGalinhas poedeiras criadas no sistema cage-free vem ganhando adesão no mundo todo. Tanto das empresas, quanto dos consumidores. Já passou da hora do produtor eliminar as gaiolas e permitir o comportamento livre das galinhas poedeiras. Isso gera bem-estar animal. Os animais agradecem com ganhos de produtividade e qualidade do produto final.

Por fim, é imprescindível lembrar que a certificação de bem-estar animal da Certified Humane é a comprovação de que o manejo humanizado das galinhas poedeiras foi efetivamente realizado. Ao ver o selo nas caixas de ovos, o consumidor terá a certeza de que o produto não promoveu a dor ou o sofrimento dos animais.

No próximo post aqui no blog, nós vamos falar tudo sobre as regras certificação de bem-estar animal para galinhas poedeiras. Você vai ver que o processo é simples e as regras são objetivas e sem complicações. Até lá!

Faça seu comentário