A Bauducco é a mais nova gigante a comunicar a utilização somente de ovos de galinhas poedeiras livres de gaiolas. A promessa é que a alteração ocorra até 2025. O anúncio segue o posicionamento de outras grandes empresas, que têm deixado claro aos consumidores o apoio ao bem-estar das galinhas poedeiras.

A Hemmer Alimentos, as redes Bob’s e Pizza Hut, além do grupo chileno Melting Cook, já anunciaram o uso apenas de ovos de galinhas poedeiras livres. A rede de fast food Burger King também segue o ritmo, garantindo que só usará frangos de corte produzidos segundo os preceitos de bem-estar animal.

Falar é fácil

A nova postura destas grandes empresas é uma ótima notícia, claro. As galinhas poedeiras agradecem. Mas, é papel fundamental dos consumidores manter o olhar atento aos próximos capítulos. A discussão sobre uma vida mais digna para os animais tem sido recorrente em função da maior atenção dos consumidores para o assunto. E quando se fala sobre isso, é indispensável se pensar na certificação de bem-estar animal.

Para que a promessa se cumpra, a utilização de ovos de galinhas poedeiras provenientes de granjas e fazendas que possuem o selo Certified Humane é a forma que estas empresas têm de demonstrar que estão realmente seguindo o que foi anunciado: a produção de alimentos advindos de uma criação com boas práticas de bem-estar animal.  

Comprometimento com o bem-estar animal

É esse o trabalho do Instituto Certified Humane. Para os criadores de animais ou empresas alimentícias que quiserem aderir, basta entrar em contato com o Instituto e solicitar a certificação. A partir da avaliação dos inspetores, que irão verificar se as práticas de bem-estar animal estão sendo aplicadas, as empresas têm a oportunidade de usar o selo. E é através do selo de bem estar-animal que os compradores podem ter a certeza de que estão se alimentando de produtos oriundos de forma respeitosa. Estamos de olho e o consumidor deve ficar também. Só assim estaremos indo para um caminho em que a criação mais humanizada não fique somente na promessa.

Faça seu comentário