Há um fundamento ético bem claro na adoção de uma criação animal humanizada nos sítios e fazendas. Afinal, não é nada difícil convencer as pessoas de que uma criação animal que causa dor e sofrimento é algo intolerável. Você sabia que, além de melhorar a vida dos animais, assegurar a qualidade de vida deles pode garantir o futuro do seu negócio?  

Por outro lado, quando os aspectos financeiros entram na discussão, muitos produtores começam a se questionar… Será que realmente vale a pena, considerando a questão financeira, deixar de lado a criação animal convencional para dar início à prática de um sistema que considere o bem-estar animal? Permitir que os animais expressem o seu comportamento natural na hora de comer, dormir ou se movimentar, relacionando-se com outros da sua espécie, faz sentido?

Trate bem os animais e prospere nos negócios

A resposta para os questionamentos acima é SIM! É possível aliar uma criação animal com bem-estar à sustentabilidade doCriação animal: suinos criados com bem-estar animal negócio. Inclusive, há diversos estudos que apontam justamente o oposto – aquelas empresas que estão investindo em bem-estar animal são aquelas que estão caminhando para a prosperidade. Isso porque a criação animal humanizada e as boas práticas são uma questão que está sendo cada vez mais considerada pelos consumidores na hora da compra no supermercado.

Os animais respondem positivamente ao produtor quando este garante o seu bem-estar. Um exemplo é a pesquisa sobre a criação dos suínos feita na Granja Miunça, que comparou dois sistemas de produção – no primeiro, os leitões nascem e são alimentados em baias coletivas, como preveem as regras de bem-estar animal. No outro, a criação animal é a convencional, onde a matriz dá à luz e amamenta os filhotes em baias individuais, em um espaço reduzido, causando sofrimento e estresse.

O resultado? As baias coletivas aumentaram o número de leitões nascidos vivos em 3,5%. E o seu peso no desmame foi 14% maior. É a confirmação de que a criação animal com bem-estar compensa. Na prática, o produtor assegura uma boa vida aos animais de produção e eles devolvem esse cuidado contribuindo com os resultados produtivos para que o sítio ou a fazenda obtenha sucesso e encare de frente os desafios do mercado.

Faça seu comentário