Esta é para confirmar que a era da privacidade acabou, tudo pelo bem-estar das aves de boa parte dos frangos abatidos pela americana Tyson Foods.

A empresa – uma das maiores produtoras de carne dos Estados Unidos – anunciou que vai criar um sistema de monitoramento por vídeo para que especialistas independentes no bem-estar das aves acompanhem em tempo real o manejo dos frangos em 33 fábricas do grupo.

bem-estar das avesO objetivo dessa espécie de Big Brother é que os observadores analisem diariamente os vídeos para orientar os gerentes dos frigoríficos para que eles atinjam um nível de excelência no bem-estar das aves. Não é só: um projeto piloto também vai monitorar à distância, por vídeo, como os frangos da Tyson saem das granjas e são transportados até os frigoríficos. A empresa espera que os especialistas avaliem, praticamente em tempo real, se os animais estão sendo tratados humanamente – e alertem imediatamente ao observar algo diferente do prescrito pelas boas práticas.

É um exemplo de como o bem-estar animal e a transparência das operações andam juntos. No Brasil, as empresas que recebem o selo Certified Humane, por exemplo, precisam se submeter periodicamente às avaliações dos inspetores do programa, cujo trabalho é averiguar se as normas que asseguram a qualidade de vida dos animais estão efetivamente sendo cumpridas.

Só assim é possível dar aos consumidores a garantia que as empresas certificadas não maltratam nem submetem a criação à situações cruéis e degradantes. Veja mais detalhes sobre o programa da Tyson Foods nos Estados Unidos na reportagem do site BeefPoint.

Faça seu comentário